Início Curiosidades Golpe da Panfletagem: Empresários alertam para novo golpe em recepção de eventos...

Golpe da Panfletagem: Empresários alertam para novo golpe em recepção de eventos em Manaus

117
0
Golpe da Panfletagem - Foto Divulgação
Golpe da Panfletagem - Foto Divulgação

Golpe da Panfletagem

Golpe da Panfletagem em Manaus – Um casal de empresários de Manaus está denunciando um golpe praticado por uma mulher chamada Elizandra Modesto, que trabalha recrutando meninas para fazer recepção de eventos e panfletagem nas ruas.

Elizandra recebeu o dinheiro pelo serviço, não pagou as meninas que trabalharam no evento, e desapareceu. Agora, as meninas buscam contato com a mesma, mas ela bloqueou todo mundo no WhatApp.

Os empresários souberam que ela não havia pago o valor das meninas após serem informados e cobrados por algumas delas. Eles procuraram a polícia para registrar Boletim de Ocorrência do caso.

Entenda o golpe

A pedido dos empresários, Elizandra contratou três meninas para serem recepcionistas em uma feira na semana passada.

Ela recebeu, adiantado, as passagens de ônibus e três vale-lanches para quem trabalhasse no período da noite, no valor de R$ 190,20, conforme mostram os comprovantes. O serviço de recepção acordado foi do dia 10 ao dia 17 de agosto.

Golpe da Panfletagem - Manaus
Golpe da Panfletagem – Manaus

Mas no dia 14, a mesma, que também atuava como recepcionista, abandonou o posto sem avisar. Diante de sua postura, os empresários resolveram suspender o serviço e pagaram pelos dias trabalhados, o valor de R$ 275, referente ao trabalho das pessoas contratadas pela denunciada.

Golpe da Panfletagem - Manaus
Golpe da Panfletagem – Manaus

Depois que recebeu, Elizandra informou pelo Whatsapp que todas as meninas já estavam cientes que os empresários já haviam pago o valor e que iria repassar o valor devido para as meninas, o que não aconteceu.

Desde então, as meninas que atuaram na feira, estão atrás de Elizandra. A mesma não atende mais o telefone e nem responde mais o telefone celular.

Valor irrisório

Os empresários acham o valor irrisório, mas estão impressionados com a postura da mesma de se apropriar de um dinheiro que não era dela. “É um absurdo uma mulher querer se queimar por tão pouco, mas estamos tomando as providencias legais, até pra ajudar as meninas que trabalharam pra ela e não receberam”, disse um dos sócios da empresa.

O portal tentou falar com Elizandra, mas as ligações não foram atendidas. Estamos a disposição da mesma para ouvir suas explicações.

Confira alguns áudios das meninas que foram enganadas

Leia mais: Móveis e produtos exclusivos de fibra sintética estarão em exposição na feira Casamazônia

Deixe uma resposta